quinta-feira, 12 de novembro de 2009

9 meses depois, nasce também um PAI !


Eu realmente não acho que o nascimento do primeiro filho é mais importante que o nascimento dos demais filhos de um casal, porém, o nascimento do primeiro filho é um marco na vida de qualquer pessoa, pois é a partir de daí que você se torna Pai ou Mãe.

Mesmo não carregando o bebê no ventre, sei que para os pais, esse é um momento extremamente importante e especial. Sei também que eles ficam ansiosos, animados, emocionados com as ultra-sonografias, encantados com as mexidinas dos bebês na barriga, preocupados e temerosos de que algo fora do normal aconteça.

Pelo menos com Rui (meu marido) tem sido assim.

Ele não sabe, mas eu fico observando a reação dele diante de todas as coisas que envolvem nossa gravidez.

Acho lindo quando ele (todos os dias) entra no quartinho de Malu e fica olhando as paredes pintadas (o quarto está completamente vazio), aí ele dá uma risadinha e eu fico pensando que ele deve ficar imaginando como será quando a proprietária tomar posse daquele espaço.

Ontem recebemos pelo correio a base do bebê conforto. Ele abriu a caixa todo feliz, checou se estava tudo certo, depois, cuidadosamente colocou a caixa lá no quartinho dela.

Ontem também ficamos horas preparando as lembrancinhas do chá de bebê, achei lindo vê-lo entre fitas e laços cor de rosa, preparando tudo na maior alegria (só estava morrendo de sono, não foi Rui?).

Ele também fica horas (todos os dias) olhando coisinhas de bebê nos sites da internet, cotando os preços das coisas que ainda precisamos comprar, e a cada compra finalizada ele fica todo feliz.

Outra coisa que ele gosta de fazer também é cantar nossas músicas favoritas, sempre incluindo o nome de nosso bebê em algum trecho que fala de amor (às vezes nem rima).

Hoje antes de sair, ele deu um beijinho na barriga e disse: "filhinha, papai te ama". Para mim é muito bom ter a certeza de que ele será um excelente pai, que estará sempre me ajudando a cuidar de nossa filhinha, que trocará as fraldinhas sujas com um sorriso no rosto (será? rs) e que se empenhará em aprender tudo, para cuidar direitinho do nosso tesouro.

Rui, a cada dia tenho mais certeza de que fiz a escolha certa ao dizer "sim" pra você. Sei que não existe no mundo todo, um homem que pudesse ser melhor pai para minha filha. Te amo muito.

Te amo também papai (palavras de Malu).


Mudando de assunto

1. As lembrancinhas do chá de fraldas estão prontas e estão lindas!! num próximo post coloco as fotos para vocês.

2. Malu bole-bole (é assim que eu a chamo às vezes), continua dando suas mexidas intensas. E agora ela não me deixa deitar de barriga para cima, pois fico louca de vontade de fazer xixi.


Beijos


Comentários dos comentários

1. Lu - Primeiro, obrigada pelo comentário e seja bem vinda ao meu blog, tá? Adoro quando as grávidas comentam que estão com as mesmas sensações que eu, pois assim me sinto, mais normal. Eu realmente estou tentando desacelerar, embora seja difícil com tantas providências a tomar... Como você escreveu: "coisas de grávida".

2. Clau - Ô amiga, eu até tento manter as pernas elevadas, mas não me sinto bem, me sinto imóvel, sabe? Mas saiba que eu estou tentando me acalmar, relaxar, "puxar meu freio' um pouco...

3.Indira - sumida mesmo, viu? São os preparativos amiga. Minha barriga tá grandona mesmo, tenho até que tirar umas fotos... Mas eu vou aparecer...

3 comentários:

Clau disse...

Amiga ( posso te chamar assim, neh?) pelo tempo que trocamos figurinhas sobre a nossas gravidez já parece que te conheço, não só virtualmente! Já sinto como é uma pessoa querida!

Sabe Leila meu marido é meio desligado, mas com a gravidez notei como ele "ligou as anteninhas", está sempre perguntando se estou precisando de alguma coisa, que preciso descansar! As vezes reclamo que das compras para o Pedro ele não escolheu nada, fiz tudo sozinha, dai ele diz que não entende nada de roupinhas e o que eu comprar está bom! Mas quando se trata de brinquedos, livrinhos para o Pedro dai nem precisa falar, ele se empolga mais do que eu...

O papai do Pedro sempre foi muito tímido ( ao contrário da mamãe que fala pelos cotovelos)e eu sinceramente achei que ele nunca me acompanharia nas consultas! Quando com 6 semanas tive ameaça de aborto e pela primeira vez escutamos o coraçãozinho do Pedro, meu marido se tranformou, chorou... e depois disso vive perguntando quando será a próxima consulta, essa parte nem preciso falar o quanto me deixou feliz! Porém acho pouco provavel que assista ao parto, pois a um tempinho atras ( com 20 semanas) tive mais um sangramento e meu marido passou mal, na hora em vez de atender a mim, meu GO estava atendendo o Ricardo!

Beijos da mamãe e do Pedro!

A Monalisa disse...

Que lindo!!!!!!

Tia Aline disse...

Eu tenho tanto orgulho de ser dinda desse casal...

Avecoisalinda!