sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Frustração

Existem coisas que, infelizmente (ou felizmente) não dependem exclusivamente de nós.

Quando uma coisa que a gente que muito não acontece, ficamos tristes e nos sentimos frustrados, mas depois de um tempo, analisando friamente as circuntâncias, percebemos que de repente foi melhor assim.

Com o meu parto foi assim. Todos sabem, sempre desejei o parto normal, esperei, senti as dores, mas ele não aconteceu. Depois de um tempo, percebi que a cesárea foi melhor para mim, pois um parto normal poderia trazer sérias consequencias para o meu bebê. Deus sabe o que faz.

Toda essa introdução é só para dizer, que um dos meus grandes desejos era amamentar meu bebê por muitos meses, até me preparei durante a gravidez .

No começo, a amamentação foi muito dolorosa para mim, mas depois de um mês as rachaduras e dores nos mamilos passaram e alimentar minha filhinha ficou delicioso, porém difícil. Meu desejo era oferecer apenas meu leite, até ela completar 6 meses.

Até os 3 meses, ela mamou no meu peito exclusivamente, mas notei que ela ficava irritada, inquieta e parecia que não ficava satisfeita após cada mamada. Parecia que ela sugava, mas não saia leite. A médica (que é a favor da amamentação exclusiva), disse que Malu estava um pouco abaixo do peso. Eu relatei minhas impressões e começamos com Nan.

Relutei em oferecer a fórmula (Nan), mas era muito triste vê-la com fome e não poder saciá-la com o peito. Comprei o Nan aos prantos (chorei mesmo), e ficamos ofertando apenas duas vezes ao dia. Mas eu continuava achando que ela continuava com fome após as mamadas.

Com o tempo ela foi deixando o peito, atá que com 4 meses e meio ela parou definitivamente.
Chorei muito, fiquei triste (ainda fico), mas o fato é que no dia seguinte à ultima mamada (15 de maio) não saia mais uma gota de leite do meu peito (secou rapidinho mesmo).

Eu demorei para aceitar essa situação, me sentia desprivilegiada, incapaz, rejeitada... esse foi também um dos motivos que me levaram a parar de escrever aqui no blog. Não queria ter que tocar no assunto. Não conseguia ver nenhum programa que falasse sobre amamentação. Me sentia deprimida, cabisbaixa...

Agora, apesar de triste, já estou melhor. O que tem me chateado mesmo são as acusações. As pessoas me condenam por isso, acham que foi maldade minha para de dar o peito ao meu bebê e por mais que eu me explique sempre tem alguém que não me absolve.

Hoje eu já consigo falar sobre o assunto, já superei essa fase. E teno certeza, que quem mais sofreu com isso tudo não foi Malu e sim eu.

Mas estou cuidando direitinho da alimentação dela e sei que ela está bem saudável.



Malu em uma de suas últimas mamadas. Que saudade!

Comentário dos comentários

Quantos comentários!!Obrigada a todos pelo carinho e companheirismo.

1. Vivian - Ô amiga, parabésn pelos bebês, vou esperar a foto deles, viu? Quero conhecê-los. Olha, essa é a realidade de muitas mamães - o retorno ao trabalho. Mas vai dar tudo certo. Espero que vc tenha encontrado um berçário de sua confiança. Obrigada pelo carinho.

2. Manu - Que bom te encontrar por aqui, obrigada pelo carinho. Olha, vou seguir seu blog, sim, viu? Pode me esperar lá. E sua princesinha? como está? Espero que bem.

3. Tassyo - ô primo, com tanta pressão, sua, de Rui e do pessoal aqui do blog, não tinha como não voltar a postar né? Mas eu também estava morrendo de saudades daqui.

4. Indira - Amiga, Todo mundo tá achando Malu a minha cara... Bom te encontrar por aqui, viu? e Mel, como está?

5. Patty - obrigada pelo carinho e por gostar tanto assim do meu cantinho. Também acho a internet uma excelente ferramenta para informação e também amo trocar figurinhas sobre tudo que se refere à maternidade. Sua princesa também está bem, né? beijos pra ela.

6. priscila - Acho que vc é uma das minhas seguidoras mais antigas... obrigada pelo carinho de sempre, viu?

7. Juh - Ô Juju, que saudade de você. Desculpe pela falta de notícias, viu? Também estava preocupada com você. depois vou lá no seu blog para saber como vc tá, como foi a cirurgia etc. Obrigada pela amizade, viu?

8. Tati - Seja bem vinda, viu? Obrigada por gostar e sempre frequentar meu cantinho, faço tudo com muito carinho. Obrigada pelo carinho.

Beijos em todos


5 comentários:

Juh** disse...

Leila, toda mulher tem o sonho de amammentar seu bebê (eu também tenho) porém nem sempre isso é possivel, que não quer dizer que vc não é uma boa mãe neh? Porque afinal de contas apesar de amamentar ser importante, e todo o resto que vc faz? E todo o carinho amor e dedicação que vc entrega para ela? Tenho certeza que são dessas coisas que sua filha vai sempre lembrar e se orgulhar de vc, não se culpe, e não deixe NINGUÉM te culpar. Vc é uma mãe maravilhosa, e Malu te ama muito, tenho certeza.
Bjocas

Tati, mãe do Iury disse...

Nossa Leila, até postei esses dias sobre amamentação. Iury há uns dias abandonou o peito, não saciava mais e eu fiquei triste com isso. Senti tudo que você sentiu, mas agora estou melhor, mais confiante na alimentação dele e não tô me preocupando tanto. Só um pouquinho, pq a gente sabe que bem mesmo faz ele mamar no peito, né?!

Tenho certeza que Malu teve seu tempo e devemos respeitar. Com uma mamãe dedicada como você ela vai crescer sempre uma bebê saudável, pode ter certeza!

Beijos meninas!

Tati, mãe do Iury disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Manu Paz disse...

Oi Leila... Eu bem sei o que vc sentiu, pois me senti exatamente assim: incapaz de alimentar a minha bebê... Mas vc foi bem, até os quatro meses... Sophia nem chegou ao segundo mês mamando. Essa semana eu postei no meu blog um desabafo sobre isso, pq só agora eu digerir e conseguir falar sobre. Muitas pessoas me condenam tbm, mas tenha em mente que fizemos tudo que estava ao nosso alcance.
O que importa é que nossas filhas estão crescendo saudáveis e lindas!

Abraços!

Tô esperando sua visita lá hein?

vivian.crstn@gmail.com disse...

Oi Leila,
nossa passei pela mesma situação que vc, mesus bbs também largaram o peito, é muito difícil amamentar 2, tbm fiquei muito triste e fico até hj, más não foi pq eu quis como as pessoas pensam, quem está de fora não entende, más na verdade quem sabe somos nós, exatamente quando eles completaram 1 mês fui internada com uma infecção no ultero muito grave, fiquei internada, más a médica liberou que eles ficassem comigo, porém foi só por 2 dias, não aguentei ficar com eles pois estava com muita dor e era muito dificil, estava tomando antibioticos na veia, então perdia a veia umas 2 vezes por dia, enfim não deu, então meu marido teve que busca-los e chorei horrores, todos os dias tinha que tirar o leite todo das mamas, quase 2 vidros de maionese grandes, e jogar fora, isso era terrivél pra mim eu jogando fora e meus bbs tomando nan, não podia levar o leite pra eles pq perdia as propriedades, e não podia doar por causa dos remédios, somente eles podiam tomar o meu leite, más quando sai do hospital ele já quase não pegavam o peito, então com 3 meses largaram definitivamente.
Estão muito saudavéis, más sinto muito por não ter conseguido.
Estou mandando as fotos por email.
Bjs