sexta-feira, 7 de maio de 2010

Um ano atrás

Não, a foto não foi há um ano... é só para ilustrar

Gente, hoje, 7 de maio de 2010, faz um ano que soube que estava grávida. Só em escrever este post me emociono, pois foi o anuncio daquele que viria ser o dia mais feliz da minha vida.


Me lembro de ter acordado cedo, com fortes dores (não sei se contei isso, mas tive dores absurdas no início da gravidez), as dores eram tão fortes e tão intensas que eu descartei qualquer possibilidade de estar grávida.

Eu chorava tanto, me contorcia... parecia que ia morrer de dor.

Quando a dor aliviou o pouco, peguei o carro e corri para a emergência do Hospital Aliança, que por sinal estava lotada e eu ainda sofri um bocado até ser atendida.

Dentre vários exames, fiz o Beta hcg, tomei uma anestésico e a dor passou. Rui saiu do trabalho mais cedo e foi me buscar no hospital, lá o médico olhou o exame todo animado e disse que parecia que nossa família iria crescer.

Fomos para casa felizes e rindo à toa, porém, mais tarde, as dores voltaram com tudo. Eram cólicas terríveis, piores até que a dor do parto (não tive parto normal, mas senti um pouco as dores do parto), liguei para minha GO, ela suspeitou de ectópica e pediu que eu fosse imediatamente ao pronto socorro. Lá, tomei mais analgésicos e fiz uma ultrassonografia (a primeira de muitas), nada foi visualizado no útero, mas tinha um volume nas trompas.

Rui e eu ficamos desesperados, achando que poderia ser a tal gravidez ectópica, choramos, ficamos tristes e no dia seguinte fomos ver a Dra Sônia, que foi bem otimista e disse que poderia ser esse o diagnóstico, mas ela acreditava que seria o cisto de corpo lúteo que havia rompido, pediu que eu fizesse vários exames Beta hcg, um a cada 3 dias, se o valor aumentasse, era gravidez normal, se diminuísse, era gravidez tubárea.

Lembro-me de ter voltado para casa arrasada, mesmo só sabendo que estava grávida ha algumas horas, eu já amava meu bebê. Orei muito, chorei muito também e fiz os exames como o valor só aumentava, fui ficando mais aliviada, mas as dores ainda eram muito fortes.

Depois de uma ou duas semanas as dores passaram e eu pude curtir minha gravidez.

Uma coisa que me marcou muito foi ver Rui chorando, por imaginar que poderíamos perder nossa filhinha e por me ver sentir muita dor.

Mas, o importante é que, graças à Deus, tudo deu certo e hoje Maluzinha está aqui, enchendo nossa vida de alegria.sou muita grata a Deus por ter me permitido ser mãe, que é de longe, a maior e mais deliciosa experiência da minha vida.


Comentários dos comentários


1. Clau - ô amiga, ainda bem que vc fez esse comentário, pois já estava me achando uma mãe desnaturada por me queixar em sair com meu bebê, rs. Ainda bem que você me entende. Olhe, é uma pena não ter cinema aí na tua cidade, pois o projeto é muito legal. Estava com saudades de você, viu? Já, já vou aparecer lá no seu blog.


2. Nat - Como vai você, menina? Espero que bem. Saiba que muita coisa muda com a maternidade, viu? Temos outra visão para muita coisa. E se vc gosta muito de cinema, vai se sentir tão chateada por não poder frequentar por causa do bebê, que quando aparecer uma sessão do CineMaterna, vc nem vai reparar os choros e gritinhos dos bebês, rs rs.


3. Anônimo (comentário em Saindo com o bebê) - Olha, é uma pena vc não ter colocado seu nome e nem o lugar onde vc mora, fiquei curiosa... É um prazer tê-la aqui no meu cantinho volte sempre, viu? Depois de ler seu comentário, realmente percebo que tem situações muito piores e que eu não posso perder minha força de vontade.Que bom que o clima está mais ameno e vc pode curtir melhor sua gravidez. Quando aos porta-bebês ou canguru, ou sling, já experimentei, mas quando estava montando o enxoval, não encontrei numa cor que eu gostasse e eu acabei não comprando, mas é mesmo uma boa opção.


beijos

2 comentários:

Isadora Mazzoni disse...

Leilinha essa foto eu n tinha conhecimento! que ousadia! hahahaha kd maluuuu????

Anônimo disse...

Ai que linda....adoro seus posts.
Depois conta pra gente..como foi pra vc ficar grávida.
Vc programou ou aconteceu?
Abraços
Núbia
nubiarj_56@hotmail.com