quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Gravidez X Faculdade

Eu digo e repito, gravidez não é doença, mas provoca em algumas grávidas uma série de mal estares que acaba nos deixando de cama ou simplesmente mais quietinhas.

Engravidei no semestre passado e tudo se encaixou de tal forma que daria perfeitamente para eu cursar esse semestre até o final, uma vez que as férias serão agora em dezembro.

Me matriculei em cinco disciplinas, porém numa delas (desenho de observação) eu teria que ficar a manhã inteira sentada num banquinho bem desconfortável que logo no início acabei desistindo. Os professores foram ótimos comigo, entendiam meus mal estares e compreendiam minhas faltas e disseram que eu não precisaria apresentar atestado, pois eles sabem que estou grávida. Algumas aulas eram muito cedinho e eu sempre acordava meio indisposta, além da minha pressão que está sempre muito baixa, o que me deixa meio tonta.

Agora estou praticamente de férias, com muita dificuldade consegui concluir as disciplinas, principalmente porque duas colegas, Rita e Paloma (dois anjos) me ajudaram nos trabalhos.

Como nem tudo são flores, a professora da disciplina mais importante para o curso está exigindo atestados médicos para justificar algumas faltas. Mas quando sinto mal estar não vou ao médico, fico de repouso em casa, portanto, não tenho esses atestados.

Estou com todas as notas da disciplina (muito boas por sinal, rs rs) mas posso ser reprovada por falta. Será que a médica pode me dar atestado sem eu ter ido ao médico? (espero que sim). O problema agora é saber as datas, pois a professora já encerrou o semestre. Ai meu Deus!

Mudando de assunto

Lembram que eu falei que queria fazer uma coisa especial numa das paredes do quarto de Malu? Então, tá ficando linda, tão charmosa, tão mimosa, tão elegante estou apaixonada, e o melhor de tudo, Rui e eu é quem estamos preparando tudo. Acho que o quarto dela vai ser meio moderninho, mas delicado e infantil. Agora que estou quase de férias posso me dedicar totalmente às coisinhas dela e daqui há alguns dias o quartinho e tudo dela estará pronto.

Comentários dos comentários

1. Aline - Ô amiga, obrigada pelo carinho, viu? Que bom que vc está vindo!! Espero que fique por mais tempo dessa vez. Malu vai adorar sua voz...

2. Clau - Pois é amiga, resolvi fazer uma retrospectiva da gravidez, que bom que gostou. Desejo o mesmo para 2010, que nossos bebês venham com muita saúde.

3. Priscila - Pois é amiga, engravidei em abril mas o processo iniciou em janeiro, na verdade iniciou no ano passado com as vacinas etc. Esse ano foi mesmo muito especial, como eu espero que sejam todos os próximos anos de nossas vidas. Obrigada pelo carinho.

beijos

5 comentários:

Juh** disse...

Professora xarope hein?? Tinha que te atormentar bem agora?? Tomara que vc consiga o atestado!!
Amei o post anterior da retrospectiva! Ficou lindo!
Bjus

Clau disse...

Oi amiga, essa história de faltas é bem chatinho mesmo, bem que essa profinha podia dar um desconto, neh amiga?

Flor eu me formei em agosto do ano passado e em janeiro/2008 parei de fazer tabelinha ( nunca tomei nada), pois acreditava q/ se meu bebê nascesse em setembro estaria ótimo! Mas só Deus sabe da nossa vida e hj percebo q/ se tivesse engravidado não teria conseguido terminar o curso, pois tive complicações com 6 semanas, como meu útero é baixo tive que usar um remedinho via vaginal até as 12 semanas ( bem chatinho)! Com 6 meses que meu GO liberou p/ caminhadas, já relação eu fui proibida durante toda a gravidez... Mas agora me sinto ótima e falta tão pouquinho...

Beijão

Aden disse...

Gente ainda bem que nó nõ desistiremos nunca, gravidez é benção de Deus por mais que nossos atos forem precipitados.
Estou com 5 meses do meu Caio, tranquei o curso porque minha universidade é no sul da Bahia e agora estou em Salvador por condições de médico, melhor atendimento e pra dar ao pai dele todos os momentos com nosso pequeno.
Volto no ano que vem, isso porque eu e meu amor estamos nos organizando para morar na cidade da facul, só que como ele é militar essas coisas de transferência são burocráticas, mas confio muito em Deus e nos nossos esforços. Não vou abrir mão de estar com meu filho, nem com o pai dele que sempre o amou mesmo antes do Caio existir srsrsr.
Ainda estou na casa da minha mãe e ultimamente ela vem me cobrando, parece até que ainda nem terminei a escola, chega com conversas pessimistas e isso está me chateando porque não quero e nem admito que ninguém fale que meu filho é um impecílio, muito pelo contrário ele é a benção de Jesus na nossa vida e todos os dias farei questão de falar o quanto ele me ajudou, me transformou.


Beijossss girls

Azeroth disse...

Olá Leila. Me chamo Marcos, e sou casado a 4 anos e meio. Eu já terminei minha faculdade e minha esposa falta dois anos para terminar a dela. Ela decidiu ter um filho este ano apesar da minha opinião ser contra (queria que ela esperasse a faculdade terminar). Mas como ela terá compromissos com o trabalho dela (ela é militar) que irão atrapalhar um pouco a gravidez mais a frente e lendo seu blog aceitei "fabricarmos" nosso bebezinho este ano. Obrigado pela ajuda!

Betty disse...

Olá sua princesinha é muito linda, e filhos são realmente bençãos de Deus. Tenho 34 anos, um filho de 12 do 1º casamento e indo para o 2 semestre de Serv. Social, em casa filho, marido e sogra insistem que eu engravide, mas fico com apreensiva por não conseguir conciliar, trabalho estudos e maternidade e ao mesmo tempo gostaria de engravidar antes de ficar com mais idade.